quinta-feira, 17 de maio de 2012

Happy B'Day Ego

É difícil escrever sobre alguém que você tem tanta coisa pra dizer, mas não consegue encontrar as palavras certas. Seja qual for o motivo eu sempre preferir as palavras escritas, tudo fica menos pesado, e na maioria das vezes eu tomo coragem pra dizer coisas que eu não diria pra alguém tão especial...
Era incrível como você entrara na minha vida e se tornava tão "meu" em pouco tempo. Jamais vou esquecer da vez que fomos no cinema ver filme de terror e você se escondeu atrás da pipoca, tudo começará realmente ali, depois de uma guerra de bolo numa festa e uma sessão de cinema, não sei porque mas você me cativou de um modo intenso, de um modo tão bonito e bom. Parando pra pensar tenho tanta lembrança com você, e todas hoje, me fazem abrir um dos meus sorrisos mais sinceros que eu possa soltar, sabe aquele que você está acostumado em me fazer soltar, aquele que é meio de canto, que eu contraio os lábios, na tentativa do meu rosto dizer "foi bom, me fez bem"
Lembro de todas as mensagens e teus agrados pra ver um sorriso no meu rosto, e do quanto te odiei por um tempo ao mesmo tempo que te queria cada vez mais perto. Tenho um carinho tão grande por você, é intenso, e você sabe disso. Se eu fosse clara eu podia te descrever como "Um amigo que me irrita, me deixa querendo matar três e ferir dois, mas que faz isso só pelo prazer de me ver assim. Mas que sempre consegue me arrancar um sorriso quando eu to nesse estado que ele mesmo provoca. Que é as vezes é insuportável perto mas faz uma falta imensa longe demais. Que tem todo o jeito mais carinhoso de me encher o saco ou mexer comigo, mas faz umas brincadeiras nas quais eu sinto vontade de sair andando e deixar ele sozinho." Mas ta ai uma coisa que eu nunca fui, clara... Eu não posso dizer apenas isso de você, não seria certo.
Lembro de um dia que eu te mandei um texto, e você me respondeu com outro, e nesse teu texto tinha a seguinte frase "independente de como as coisas ficarem eu só quero que você seja feliz", eu sempre tive a ideia de que eu sempre me lembraria desse teu jeito todo moleque que me fez crescer em muitos pontos, sempre tive a ideia de que você jamais seria esquecido, não pelo fato de termos passado certas coisas, mas pelo fato de atitudes suas, mas depois dessa sua frase, eu tive a certeza... Eu sempre vou lembrar do quão você me foi, e é especial. Dizer que eu vou sentir falta das tuas atitudes é pedir pra que cada vez que você toma-las me dizer no meio da minha reclamação de como você é chato e bla bla bla "Paixããão, não faz assim, ano que vem você vai sentir falta", tenho certeza absoluta!
Pode passar anos, mas você sempre vai continuar sendo o tchutchutchu, o Super Ego, o vida, o paixão, o chatinho, o pega e não se apega, e mais uns... E nesse seu dia, eu te desejo tudo de melhor que a vida pode oferecer a alguém, porque você merece. Muito juízo porque isso te falta as vezes. Que você cresça muito como pessoa, e continue esse molecão, que cativa todo mundo, que ta sempre lá quando um amigo precisa. Saiba que é só me chamar e eu vou estar aqui pra você também. Feliz aniversário Ego <3

"...I wish you had a favourite beauty spot that you loved secretly
'Cause it was on a hidden bit that nobody else could see..."
"...You're the nicest thing I've ever seen..."

domingo, 13 de maio de 2012

"O pacto que todo casal deveria fazer: “Quando eu achar que o amor esta acabando, prometo me lembrar dos motivos que me fizeram te amar um dia.”"

Mas tudo muda

“Meu irmão, eu nunca quis falar de amor, considerava brega, tipo igual crente, que faz louvor. Mas tem uma hora, que a moral cai, tu tá fudido, é sentimento, até em quem não crê em cupido, eu era assim. Nunca acreditei em cupido, se nos filmes ele te dá uma flechada na real ele me deu um tiro.”

quarta-feira, 9 de maio de 2012

De volta ao mesmo tempo que sempre ficou

Eu odeio todos esses pensamentos que me atormentam a dias, eu odeio teus falsos sinais que eu já nem sei mais se são falsos mesmo, eu odeio tudo voltar... Voltar naquelas de só reaparecer, porque sempre esteve esteve aqui. Voltar ao mesmo tempo que sempre ficou. Oh God! Depois de tanto tempo será possível tudo estar tão vivo aqui dentro de mim, e depois de tanto tempo apagado ai dentro reviver? Não. Isso já aconteceu tantas vezes que eu já nem sei mais o que é e o que não é. Foi sempre essa confusão né? Sempre não, desde que você decidiu tentar mais uma vez e eu não quis. Já nem sei o que pensar e não pensar nisso tudo. Só sei que aquele arrepio voltou, aquele calor a cada abraço voltou e todos os turbilhões de sentimentos voltaram. Mas eles não podem voltar. Porque a vida é assim, quando você não quer acontece, e eu não me permito a querer de novo, para NÃO acontecer MAIS UMA VEZ. Somos aquele monte de linha que desenrolando forma uma bagunça toda, e que se não tomarmos cuidado vira nó. Somos um nó. Um nó tão apertado, que sufoca, mas eu não desato. Não desato porque amo esse nó. Sou mais você do que jamais fui alguém. Sou mais você do que eu. E bem clichê mesmo, ACHO EM VOCÊ UMA PARTE QUE FALTA EM MIM. E eu vou sentir falta disso. De nós, dessa tua presença significante a cada dia da minha vida, desse nó. Mas não pensemos na hora da partida, não me faz bem, nunca fez. Fica confuso escrever sobre você agora, é um terror eu pensar em todo o tempo e saber que eu ainda (bem menina de 15 anos) "gosto" de você. Conversei um dia com uma pessoa sobre todo esse sentimento e da seguinte questão "Como o outro não pode sentir nem entender o mesmo?" Martelo essa questão todo dia quando penso em você e em todo meu sentimento. E nessa relação que só existe em mim e no meu desejo. E depois deu ter aquietado tudo isso, deu ter esquecido esse nó, parece que achei ele em uma gaveta de recordações e decidi vesti-lo mais uma vez. É, talvez sua patética tenha voltado de um modo que ela não queira.

"...Lá pode ter um novo amor pra eu viver, quem sabe uma nova dor pra eu sentir. A droga certa pra fazer te esquecer, e apagar a tua marca em mim. Tudo pode estar lá, e eu aqui..."

terça-feira, 1 de maio de 2012

"Ah, mas tudo bem. Em seguida todo mundo se acostuma. As pessoas esquecem umas das outra com tanta facilidade. Como é mesmo que minha mãe dizia? Quem não é visto não é lembrado. Longe dos olhos, longe do coração. Pois é."

Ninguém percebeu, ninguém percebe.


"O sentimento não aceita morrer."